domingo, 4 de dezembro de 2016

Sobre Violência Doméstica

Estou fazendo um curso EaD e recomendo: DIALOGANDO SOBRE A LEI MARIA DA PENHA. É gratuito e muito interessante para quem se interessa pelo tema.
Segue o link do curso:
http://saberes.senado.leg.br/



Um comentário:

  1. Meditação...

    Afastamos de tudo aquilo que nos faz mal...
    E é certo que precisamos de certa distância de situações que interferem em nosso emocional...
    Ou nos constrange...

    Assim interrompemos fluxos...
    Destruímos conexões...
    E obstruímos caminhos...

    Parece tão fácil esquecer o sorriso,
    Já que ele está no passado:
    A amizade, já que ficou esquecida...
    Ah! O calor da presença jamais vivida...

    E diante disso, temos a excelente justificativa que precisamos seguir em frente...
    Já que o amanhã nos aguarda...
    E projetamos o amanhã tão perfeito...
    Até ignoramos o que no fundo a alma compreende no presente...
    Afinal, relutamos que os sentidos enganam e que tudo está certo como deve ser...
    A alma...
    Preferimos dizer que é tendenciosa...

    Do outro lado, em nome de preservar o certo...
    Pontes são desfeitas e a ordem se mantém.
    Sim, lógico e, diga-se de passagem, na eterna luta do homem e do destino.
    O destino sempre ganha...

    Há forças maiores que a do homem
    A força da ordem...
    E ainda bem que ela exista...
    Assim, a vida é também questão de decisões, que nos levam a preservar coisas maiores, em detrimento de coisas menores,
    E isso está correto...
    Resta-nos então seguir em frente e desfazer das amarras do passado...
    Assim o sorriso, o olhar, o bom encontro, as coisas inusitadas da vida, são ignoradas, pois é maduro seguir em frente...
    E nem tudo é uma questão de encontro mas de decisões...

    Lutar contra tais forças parece evidenciar um sentido oposto, uma contramão...

    E aí chegamos à imprescindível pergunta:
    Quem vence o homem ou o destino?
    O homem traça seus planos?
    A resposta é não... Pois se o homem traçasse ele pararia o tempo para absorver a beleza de um momento, como um momento no espelho...
    Como um momento que os olhos brilham e que as janelas da alma dizem de forma incontestável, sim, você está certo...

    Mas como os sentidos enganam, e o tempo não para, seguir em frente e esquecer o passado é necessário.
    Entre percas e ganhos, carregamos sempre perguntas sem respostas, e lacunas não preenchidas... Quanto ao amanhã, de repente se vemos nele... E percebemos que não foi tão perfeito o quanto planejamos...

    Seguem pensamentos de saúde e paz... Passei pelo blog, que é público e resolvi escrever no sentido de incentivar novas postagens...A inspiração, quem sabe...Uma velha amizade... Desejo alegria para você e família...

    ResponderExcluir