quinta-feira, 30 de abril de 2009

Queridos Amigos


Não sei quanto a vocês, mas pessoalmente aprendia detestar televisão depois de entrar na faculdade. Globo então.. nem se fala! Já não gostava antes, que dirá agora! Entretanto, mesmo nos piores lugares vez ou outra aparecem coisas interessantes. Uma que me chamou a atenção foi a série Queridos Amigos, que foi exibida no primeiro trimestre de 2008. Baseada na obra Aos Meus Amigos, de Maria Adelaide Amaral, a série retrata o reencontro de um grupo de amigos que viveram juntos as agruras da época do regime militar e que já foram como uma família, mas cujos laços foram se enfraquecendo com os conflitos e desencontros naturais do tempo e dos relacinamentos. Eis que um dos personagens - Leo, interpretado por Dan Stulbach - prepara uma festa para que todos possam se reencontrar e refazer os velhos laços. O que os outros personagens desconhecem é que a festa não é o único evento planejado por Leo para fazer com que eles possam se reunir novamente...
Como venho de uma família que, em sua maior parte, viveu em São Paulo durante o período do Golpe de 64 e durante o subsequente regime, cresci ouvindo histórias sobre esse período e sobre as coisas que aconteceram na capital. Entao, ao menos para mim (e creio que para muitos outros) só por retratar histórias de pessoas que viveram em tal período a série já ganha certoi destaque. Entetanto, não é apenas esse fator pela qual a série prima, mas também pela forma com a qual se estruturam as relaçoes e conflitos vividos pelos personagens e como a trama se desenrola, fora a atuação de certos atores como Dan Stulbach, Fernanda Montenegro, Matheus Nachtergaele, Débora Bloch e Denise Fraga ente os mais conhecidos, e outros tantos menos conhecidos - mas nem por isso menos capazes! - que também se destacam, como Guilherme Weber. Enfim, quando encontrar um link de qualidade, coloco algo mais sobre a série, quem sabe até mesmo os episódios para baixar. Para aqueles interessados, até onde sei a Globo também lançou um box com os DVDs da série. Assistam que vale a pena, inclusive pela trilha sonora! Afinal, "se for para faze-lo, faça com arte!".

Sejam Felizes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário